Fhinck & Suzano

case Suzano

Suzano é a maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina e impacta mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel.

Resultados com a Fhinck

50 oportunidades de melhorias

Economia de 6,1 FTE (976 horas/mês)

Economina de 27 horas/mês com 1 iniciativa

118 Colaboradores

O Cenário

O relacionamento da Fhinck e do CSC da Suzano começou em agosto de 2021, na busca de uma ferramenta para ajudar o time de Governança e Melhoria Contínua a fazer o mapeamento de processos e identificar otimizações. De cara, a Suzano se mostrou diferente. Geralmente, quando chegamos a uma operação, frisamos a importância de ter como ponto focal um profissional que carregue um mindset analítico, orientado por dados e logo conhecemos o trainee da área de finanças. Em um projeto de introdução da gestão baseada em dados é essencial ter esse perfil, replicando o exemplo no processo de educação e conscientização dos demais envolvidos.

Esse cenário deu celeridade ao início do projeto e os resultados começaram a aparecer rapidamente. Começamos em Março de 2022 e já no final do mês os resultados já estavam sendo avaliados. O projeto começava com a área de Governança e Melhoria Contínua identificando as oportunidades apontadas no dashboard Fhinck e apresentando para os respectivos coordenadores das demais torres do centro de serviços.

Primeiros Resultados

Só dessa primeira leva já saíram de cara 50 oportunidades de melhorias e a economia de 27 horas por mês em uma só iniciativa. Entre elas, as primeiras que surgiram foram os controles paralelos, ou seja, a eliminação de arquivos que geram descentralização das informações, inúmeras versões do mesmo controle. Outro ponto que chamou atenção foi a quantidade de ocorrências de copiar e colar, um determinado processo executado por um único colaborador somava 583 incidências por mês, apresentando possibilidades de automação para melhorar a qualidade de trabalho dos profissionais, a agilidade e produtividade.

De acordo com o ponto focal à frente do projeto, a utilização da Fhinck apresentou uma mudança na maneira da área de Governança e Melhoria Contínua operar. Antes atendiam demandas e pedidos de ajuda que nem sempre correspondiam às maiores dores ou oportunidades de melhoria. Com a Fhinck foi possível olhar de trás pra frente, em uma perspectiva de avaliar o que está tomando mais tempo e investigar para como pode ser melhorado. Assim, antes mesmo de colocar em ação, já é possível prever o potencial de ganhos que terá ali e estabelecer prioridades que trarão mais resultados.

Com a Fhinck foi possível olhar de trás pra frente, em uma perspectiva de avaliar o que está tomando mais tempo e investigar para como pode ser melhorado.

Ponto Focal a frente do projeto na Suzano

Um ponto muito positivo ressaltado pela Suzano é conseguir realizar as medições de ganhos pela própria Fhinck resultando em um processo ágil e eficiente de melhoria contínua via dados.

Fhinck & Suzano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate | Traducir »